Início Mundo Vencedor do Prêmio Nobel da Paz implora pela prisão de Putin: ‘O...

Vencedor do Prêmio Nobel da Paz implora pela prisão de Putin: ‘O maior sequestrador de crianças’

24
0

A ganhadora do Nobel e advogada ucraniana de direitos humanos, Oleksandra Matviichuk, está instando a comunidade internacional a criar um tribunal especial para processar o presidente russo, Vladimir Putin, a quem ela chama de “o maior sequestrador de crianças do mundo”.

“Esta deportação ilegal de crianças ucranianas para a Rússia faz parte de uma política genocida”, disse Matviichuk numa entrevista ao O Bloco Oeste’é Mercedes Stephenson.

Matviichuk, cujo Centro para as Liberdades Civis ganhou conjuntamente o Prémio Nobel da Paz em 2022, visitou o Canadá esta semana para se encontrar com o primeiro-ministro Justin Trudeau, que a descreveu na plataforma social X como uma “ucraniana orgulhosa que dedica a sua vida à defesa das liberdades civis”. em sua terra natal e no exterior.”


Clique para reproduzir o vídeo: 'Guerra Rússia-Ucrânia: os líderes da OTAN reúnem-se enquanto a Ucrânia procura aliviar as restrições ocidentais às armas'


Guerra Rússia-Ucrânia: Os líderes da OTAN reúnem-se enquanto a Ucrânia procura aliviar as restrições ocidentais às armas


Durante a sua viagem a Ottawa, ela conversou com Stephenson e discutiu o seu trabalho, documentando mais de 72 mil relatos de violações dos direitos humanos durante a guerra, agora no seu terceiro ano.

A história continua abaixo do anúncio

Matviichuk diz que alguns dos crimes mais flagrantes foram cometidos contra crianças, como parte do que ela condena como uma tentativa “generalizada” e “deliberada” de apagar as suas identidades ucranianas.

“Eles são colocados em campos de realocação russos, onde têm que cantar a canção nacional russa [anthem], aprenda a língua russa”, disse Matviichuk. “E então eles estão preparados para a adoção forçada [by] Famílias russas.”


Clique para reproduzir o vídeo: 'Canadá insta o G7 a fornecer ajuda financeira à Ucrânia usando ativos russos apreendidos'


Canadá insta o G7 a fornecer ajuda financeira à Ucrânia usando ativos russos apreendidos


No ano passado, o Tribunal Penal Internacional (TPI) emitiu mandados de prisão contra Putin e o comissário russo para os direitos da criança pela “deportação ilegal” de crianças ucranianas para a Rússia. Moscou diz que não reconhece os mandados de prisão.

A história continua abaixo do anúncio

É difícil obter um número exacto, mas as autoridades ucranianas estimam que cerca de 20 mil crianças tenham sido raptadas. A Rússia nega isso.

Notícias de última hora do Canadá e de todo o mundo enviadas para seu e-mail, na hora.

“Há uma lacuna de responsabilização”, disse Matviichuk. “Temos que criar um tribunal especial sobre agressão.”

O TPI não pode processar o crime de agressão a menos que tanto a vítima como o “Estado agressor” tenham ratificado e aceitado a jurisdição do tribunal.

Sem a criação de um tribunal especial, Matviichuk adverte que será difícil levar o presidente russo à justiça.

“Não teremos poder para processar [him] porque ele tem imunidade dentro do direito internacional”, disse ela.

Matviichuk diz que está em contacto com defensores dos direitos humanos na Rússia, que partilham histórias comoventes de crianças ucranianas roubadas.

Ela contou um caso em que um menino foi separado de sua irmã adolescente, adotado por uma família russa e recebeu um novo nome.

“Ele estava chorando e disse: ‘Este não é o meu nome, tenho outro nome, onde está minha irmã?’”, disse Matviichuk.

“Esta política destruiu sua identidade.”

— com arquivos da Related Press

&copy 2024 World Information, uma divisão da Corus Leisure Inc.



Fonte