Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Andrew Garfield desabafa: “Nunca fui o Homem-Aranha”

Andrew Garfield deu vida ao Espetacular Homem-Aranha em duas sequências da franquia, em 2012 e 2014. Porém não estará no próximo filme do super-herói, pois MarvelSony Pictures o substituíram pelo britânico Tom Holland.andrew-garfield-

Em entrevista ao site Zaki’s Corner, Garfield contou o que aprendeu sobre ser o Homem-Aranha:

“Bem, nada, na verdade, eu nunca fui o Homem-Aranha. Ele é um personagem fictício. Não é real [risos]. Sabe o que é engraçado, pra ser sincero, realmente achei que fosse ser o Homem-Aranha, sabe? Entrei no papel, e o ego tomou conta. Foi tipo, ‘Certo, eu sou o Homem-Aranha, porra! Eu consegui!’ E essas merdas [risos]. Mas eu não consegui de verdade. Nunca fui o Homem-Aranha.”

andrew garfield peter parker“Fui o ator que sou. A pessoa que sou. Eu me esforcei pra chegar aos pés de algo que havia venerado em minha mente. Mas estava além do que eu podia alcançar. O bacana é que o Peter Parker também fazia exatamente isso. Ele criou esse símbolo que não conseguia manter. Nunca era suficiente. Ele nunca se sentiu suficiente, e eu também não.”

O ator ainda confessou que se sentiu parcialmente responsável pelas críticas ruins e pelo baixo retorno financeiro de seus filmes.

“Nunca achei que fosse capaz de fazer o suficiente. E não pude salvar esses filmes… mesmo sem dormir [risos]. E eu queria… Não estou dizendo que eu precisava salvar os filmes, mas não consegui torná-los tão profundos, emotivos e… excitantes como sempre sonhei. E nunca vou poder fazer isso, com nenhum filme. Mas foi particularmente difícil nesse caso, porque… bem, porque esse personagem sempre significou muito para mim.”Andrew-Garfield spiderman

Bem, Garfield, a gente gostou de você como o Homem-Aranha, mas, agora que essa responsabilidade está com o Tom Holland, acho que você já pode seguir em frente, que tal?

Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Escrito por Adriana Fernandes

Adriana Fernandes

Estudante de biologia na UFSCar, tenta entender a lógica de tanta asneira científica dentro das séries de TV. O vício dramatúrgico vem desde pequena, aficcionada por livros e quadrinhos. Atualmente, cria seus próprios dramas na vida real.

72 posts