Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

10 fatos sobre Lost que você provavelmente nunca ouviu falar

Na noite de 22 de setembro de 2004, 18.65 milhões de americanos viram um assustado Dr. Jack Shepard (Matthew Fox) abrindo os olhos, no meio do mato, para pouco depois descobrir que tinha sobrevivido à queda do voo 815 da Oceanic Airlines.

Era o início do primeiro capítulo de Lost, um dos maiores fenômenos da TV dos últimos anos, que firmou sua fama em cima de inúmeros mistérios. Isso ocorreu porque a série criou um público fiel que não só a assistia, mas utilizava outros meios, principalmente a Internet, para comentar sobre ela. O episódio não acabava com os créditos. Ele continuava nos blogs, Fóruns de Discussão e podcasts.

O verdadeiro fã de Lost não assiste só os 42 minutos de cada episódio, mas passa pelo menos as próximas 2 horas confabulando sobre o que acabou de ver, tentando encontrar explicações, fazendo ligações externas com outros temas e criando teorias muitas vezes mirabolantes.

A internet se tornou o ponto de encontro de todos esses espectadores, e vale ressaltar que Lost por muito tempo foi a série mais baixada na rede, cerca de 6,3 milhões de downloads por episódio. Por isso, inúmeros fóruns foram criados (quando o episódio acabava, corria para o LostBrasil para discutir teorias), fanfics, além de canais no Youtube, que tentavam explicar os episódios e divulgar as teorias mais aceitas pelos fãs (sendo o mais famoso deles o do Seannie B.), e até mesmo a Lostpédia, que te ajuda a relembrar antigos mistérios ao longo do caminho.

o SDM separou algumas curiosidades sobre alguns segredos das seis temporadas da série. Confira a seguir.

1 – O primeiro episódio de Lost foi um marco na história das series da tv. Nunca um episódio de série custou tão caro para ser produzido. O custo chegou a 14 milhões de dólares, um custo muito alto, que normalmente não passa do 5 milhões em uma estreia de série. Lloyd Braun – que era presidente da ABC na época – foi demitido pela Disney (dona do canal) por ter deixado gastar tanto em um projeto tão arriscado.
lost 1


2 – Ian Somerhalder que interpretava Boone Carlyle, foi o primeiro ator escolhido para ter um papel na série, também foi o primeiro personagem regular a morrer em Lost. Ian não sabia o seu destino fatal até dias antes da cena ser filmada.
lost boone


3 – Jack Shephard, interpretado por Matthew Fox, originalmente deveria morrer no final do episódio piloto. A equipe criativa mais tarde mudou de ideia e fez Jack ser o personagem central de toda a série.
lost jack


4 – Vincent, o cachorro, na verdade, é uma cadelinha. O nome dela é Madison.
lost Vincent


5 – Terry O’Quinn, que interpreta John Locke, foi o único que conseguiu o papel de cara. Como já havia trabalhado com J.J. Abrams em 2001, na segunda temporada da série Alias, ele foi o único que sequer precisou passar por um teste para o papel.
Lost - Locke


6 – Quando o episódio final da primeira temporada terminou, o produtor executivo Damon Lindelof acabou levando para casa a porta da escotilha como lembrança – e transformou-a em uma mesa de café. Já o produtor executivo, Carlton Cuse, saiu com o relógio de contagem regressiva de dentro da escotilha.
lost - dl_hatch


7 – Dois dos atores do elenco principal começaram a namorar durante a série. Dominic Monaghan conheceu Evangeline Lilly nas filmagens de Lost, engataram um namoro mas se separaram tempos depois.
lost- kate e charlie


8 – Embora Jorge Garcia tenha sido reprovado no teste para o papel de Sawyer, ele se sobressaiu tanto durante os testes que J.J. Abrams criou o personagem Hurley exclusivamente pra ele.
lost - hurley


9 – O “Lostpedia”, espécie de Wikipedia inteiramente dedicada à série, lista 127 mistérios apresentados ao longo de seis temporadas. Destes, considera que 68 estão resolvidos, 40 foram parcialmente solucionados e 18 estão até hoje sem explicação.
lost - numbers


10 – Apesar de muitos rumores, os co-criadores de Lost garantem que os sobreviventes não estavam mortos durante toda a série. A teoria criada pelo público foi anulada por Carlton Cuse. “Não, eles não estavam mortos o tempo todo”, disse o criador.
120169_535


A última temporada, que apresentaria o resultado da detonação da bomba de hidrogênio no final da quinta temporada, iniciou apresentando a tal realidade alternativa que se buscava causar, então os eventos do sexto ano apresentados fora da ilha aparentemente funcionam como flash-sideways, ou seja, uma visão dessa outra realidade em que o acidente não teria acontecido e os sobreviventes nunca teriam se conhecido. No final da série, descobrimos que não se tratava de uma realidade alternativa, que nada tinha a ver com a bomba, e sim que eram eventos pós-morte daquelas pessoas, voltando a se reencontrar. Isso gerou uma interpretação errada, corrigida inúmeras vezes pelos produtores, de que nada na ilha teria acontecido, que todos teriam morrido no acidente e que no fim das contas a teoria do purgatório seria a correta. Mas na verdade tudo aconteceu, alguns saíram da ilha, alguns morreram lá, a vida seguiu e no final todos se reencontraram em outro plano atraídos pela força das experiências que viveram juntos.

Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Escrito por João Paulo Quirino (JP)

João Paulo Quirino (JP)

Empresário nerd, colecionador de games e fã de séries desde que foi fisgado em 2004 pelo acidente aéreo mais famoso da TV, Lost! Vive tentando superar o luto pelo fim de Breaking Bad e atualmente divide o tempo entre dezenas de séries para assistir e fraldas do filho pra trocar.

75 posts